Reflorestação da Reserva do Vale Velho após Incêndio
PPL Causas

Reflorestação da Reserva do Vale Velho após Incêndio

Precisamos da sua ajuda na reflorestação da Reserva Etnoecológica do Vale Velho em Folgosinho, que foi queimada no grande incêndio da Serra da Estrela este mês de Agosto.

  • 1459

    angariado

    66% de 2 200€

    48 apoiantes

  • 4 dias

    para apoiar

  • Esta campanha iniciou-se em 17/08/2022 e está a angariar fundos até 30/09/2022 - 18:00

Precisamos da sua ajuda na reflorestação da Reserva Etnoecológica do Vale Velho em Folgosinho, que foi queimada no grande incêndio da Serra da Estrela este mês de Agosto.

O incêndio da Serra da Estrela foi um dos maiores de sempre em área protegida em Portugal. Queimou desde a Covilhã até Gouveia e, no seu caminho, queimou também a nossa reserva. 

Incêndio na Serra da Estrela junto à reserva

Ao longo dos últimos 4 anos, temos trabalhado arduamente na regeneração da paisagem de montanha, substituindo muito gradualmente as giestas imponentes por prados e zonas abertas para reflorestação, não só com a ajuda preciosa dos nossos vizinhos mas também com a do nosso rebanho de ovelhas Serra da Estrela.

Trabalhos na reserva pré-incêndio

O sonho é desenvolver um projecto de recuperação ambiental e de compatibilização com a agricultura biológica e natureza, através da conversão da paisagem degradada, suscetível aos fogos e com pouca biodiversidade, num mosaico agroflorestal, com pastagens naturais e floresta autóctone.

Rebanho de ovelhas na reserva

Com a reserva queimada, muito se perdeu. O Vale Velho - outrora um local verdejante - transformou-se numa paisagem lunar silenciosa. Porém, não queremos baixar os braços. Mais do que nunca, o nosso desejo é reflorestar esta paisagem e torná-la mais resiliente contra fogos, um santuário para a biodiversidade. 

Plantação de carvalhos pré-incêndio

O sonho é converter a paisagem monótona numa paisagem biodiversa e com floresta autóctone

Com as giestas queimadas, restam imensos troços negros que necessitam de ser removidos para podermos regenerar o solo através da criação de pastagens e de zonas abertas para a reflorestação com espécies autóctones. E é aqui que entra a vossa ajuda preciosa. Com o dinheiro angariado, pretendemos limpar o terreno de modo a semear árvores autóctones. Contamos com a vossa ajuda?

Troços de giesta que precisam de ser removidos

Depois de removidos os troços, poderão começar as sementeiras com espécies autóctones

Sobre o promotor

O meu nome é Ana Teresa Matos e tenho uma grande paixão pela regeneração ecológica e saberes ancestrais. Vivo na Reserva Etnoecológica do Vale Velho com o meu companheiro André Marques, arqueólogo, onde desenvolvemos projectos de reflorestação com ajuda do nosso rebanho. Ao pastarem, as ovelhas ajudam na limpeza do mato e na regeneração de lameiros e prados. Interessa-me a preservação de uma agricultura ancestral, ligada à natureza, e que não recorre a químicos ou indústria.

Ana Teresa Matos junto às Pias na Reserva Etnoecológica do Vale Velho

Lincenciei-me em Biologia e tirei um mestrado em Engenharia Florestal na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. Em 2019, troquei a vida da cidade pela do campo e mudei-me para a Serra da Estrela, um local muito especial para mim desde que sou criança. Estudei na Escola de Pastores e na Escola de Queijeiros. Neste momento, vivo o meu sonho de trabalhar no restauro ecológico desta paisagem que me é tão especial.

Podem ler mais sobre o nosso projecto aqui:
https://www.dn.pt/local/plantar-o-futuro-na-serra-da-estrela-13989036.html
https://rr.sapo.pt/2021/03/30/pais/isto-nao-e-telenovela-e-a-vida-da-pas...
https://www.facebook.com/aldeiasmontanha/photos/a.178044258999782/210923... https://www.rtp.pt/play/p8248/e573490/a-nossa-tarde (Parte 1: minuto 27; Parte2: minuto 30; Parte 3: início)

Orçamento e Calendarização

Orçamento:

Queremos começar por limpar 12,5 hectares. Cada hectare demora cerca de 4 horas a limpar com um trator. Cada hora custa 40 euros. Isto dá um total de 50 horas para limpar os 12,5 hectares, ou seja, um custo de 2000 euros.

O restante valor é referente à taxa do PPL.

Calendarização:

  • Trator entre Setembro e Novembro
  • Colheita de sementes em novembro-dezembro
  • Sementeira março-abril

Ter, 27/09/2022 - 00:13

Seg, 26/09/2022 - 20:37

Recolha de sementss e preparação do terreno para as sementeiras

Olá a todos! Já iniciámos a colheita de sementes, aproveitamos todas as saídas da quinta para colher várias espécies autóctones desta região, de forma a manter o património g...

Ler mais

Sex, 02/09/2022 - 09:41

50% alcançado

A campanha reuniu metade do objectivo. O copo está agora mais cheio do que vazio ;)

Seg, 22/08/2022 - 22:43

Já somos 20

Já chegámos aos primeiros 20 apoiantes. Vamos continuar!

Qui, 18/08/2022 - 16:07

Primeiros cinco apoiantes

Reunimos os primeiros cinco apoiantes. Força!

Lançamento da campanha

17/08/2022

Junta-te a nós para poderes participar nesta campanha. Criar conta

  • Ana Teresa Matos

    Recolha de sementss e preparação do terreno para as sementeiras

    Olá a todos!

    Já iniciámos a colheita de sementes, aproveitamos todas as saídas da quinta para colher várias espécies autóctones desta região, de forma a manter o património genético. Locais de colheita e espécies:
    Manteigas: tramazeira (Sorbus aucuparia), vidoeiro (Betula pendula subsp. celtiberica) (verificámos que são a nossa subespécie pela presença de pêlos no pecíolo), freixo (Fraxinus angustifolia) e pilriteiro (Crataegus monogyna)
    Trancoso: freixo centenário, mostajeiro (Sorbus latifolia)
    As primeiras sementeiras serão realizadas em breve, e assim como a recolha de bolotas e castanhas locais em grande quantidade para semear em Março-Abril. Fiquem atentos se quiserem participar!

    Também estamos na altura de preparar as terras para a reflorestação! No entanto ao falar com entendidos na matéria, explicaram-nos que para retirarmos os paus de giesta do terreno deveriamos esperar um ano para que apodreçam, de outra forma só chamando máquinas mais potentes. Isto iria encarecer os trabalhos, e fariamos uma área muito menor do que a planeada. Por isso deixaremos essas áreas para o ano que vem e em alternativa decidimos fazer uma gradagem em zonas que o permitem para preparar a terra e evitar que mato volte tão rápido. Estes locais perfazem os 12,5ha mantendo se o objectivo de área reflorestada com os contributos. Adicionalmente vamos manter o plano de semear directamente em zonas que o fogo deixou mais limpas e nas linhas de água. Alguma questão, teremos todo o gosto em esclarecer.

    Um abraço a todos e mais uma vez obrigada a todos os apoiantes
    Ana e André

    Inicie sessão ou registe-se para publicar comentários

48 membros da comunidade PPL
apoiam esta campanha

  • 27
    novos apoiantes

  • 21
    apoiantes recorrentes

  • 7
    apoiantes anónimos

Conhece quem está a tornar este sonho realidade