Meia no Pé para Calais
PPL Causas

Meia no Pé para Calais

Meia no Pé para Calais é uma campanha solidária, criada por 3 jovens de Leiria, de recolha de meias para refugiados a viver em Calais, França. Iremos recolher meias em Portugal ...

  • 395

    angariado

    26% de 1 500€

    15 apoiantes

  • 22/09/2017

    Terminado a

  • Terminado

    Este projecto não conseguiu reunir os apoios necessários.

Meia no Pé para Calais é uma campanha solidária, criada por 3 jovens de Leiria, de recolha de meias para refugiados a viver em Calais, França. Iremos recolher meias em Portugal até dia 20 de setembro e depois iremos levá-las até Calais.

 * * * 

Após o final da campanha de angariação de meias por todo o país, o objetivo é levá-las até Calais. Para tal, necessitamos da vossa ajuda para poder cobrir os gastos referentes a:

- Aluguer de carrinha;

- Combustível necessário para recolha das doações pelos vários pontos espalhados pelo país;

- Viagem Portugal - Calais / Calais - Portugal.

 * * * 

Calais é uma cidade no norte de França perto do túnel ferroviário Eurotúnel, no canal da mancha, que une Inglaterra a França. A elevada concentração de refugiados na zona de Calais deve-se ao facto da grande maioria querer rumar a Inglaterra.

A crise de refugiados em Calais não é recente. Desde 1999 que há fluxo de refugiados na zona. Em Setembro de 2016, o campo de refugiados, conhecido como The JungleA Selva – contava com cerca de 10.000 refugiados. 11 meses depois do campo The Jungle ter sido desmantelado, continuam a chegar a Calais requerentes de asilo, refugiados, e migrantes, estando a viver em zonas de floresta e nas ruas de Calais, em condições muito precárias. Muitos destes refugiados perderam tudo e sofreram perseguição ou violência nos seus países de origem e, por isso, procuram hoje um LAR na Europa onde possam reconstruir uma vida!

Condições atuais em Calais - Fotografia de Isis Aurora Mera

Help Refugees e L’Auberge des Migrantes, duas organizações não-governamentais a trabalhar em Calais, referem haver, de momento, cerca de 600 refugiados em Calais, vindos maioritariamente do Afeganistão, Etiópia e Eritreia. Havendo ainda refugiados do Sudão do Sul, Paquistão e Irão.

 * * * 

MEIA NO PÉ PARA CALAIS PERTENDE RECOLHER MEIAS PARA REFUGIADOS A VIVER EM CALAIS, UMA VEZ QUE MEIAS SÃO UM DOS BENS MAIS ESCASSOS NAS ORGANIZAÇÕES QUE FAZEM DISTRIBUIÇÃO DE ROUPA EM CALAIS. 

* * * 

A organização Help Refugees publicou recentemente na sua página de facebook um post onde refere que voluntários estão a fazer meias à mão a partir de roupa que não vão doar – o que é incrível!!

Com o inverno aí à porta, o nosso objetivo é recolher o máximo número de meias possível até dia 20 de Setembro e levá-las até lá! 

Uma vez que cerca de 96% da população de refugiados na zona é do género masculino, apelamos à doação maioritária de meias para jovens adultos de tamanhos 40-43.

Voluntários em Calais a fazer meias à mão - Fotografia da organização Help Refugees

Sobre o promotor

Maria Fernandes, 23 anos

Estudo mestrado em International Humanitarian Action em Varsóvia. De momento estou em Portugal e sou estagiária no projeto da associação Home Without Borders chamado Refugees Welcome Portugal. O foco deste projeto é a procura de alojamento para refugiados a viver em Portugal. O ano passado estive 1 mês no campo de refugiados em Calais a fazer voluntariado com a organização L’Auberge des Migrants e Help Refugees e foi a partir daí que soube que quero trabalhar com refugiados. Embora tenha tirado Economia como licenciatura, na Faculdade Nova de Economia, decidi avançar para outra área! 

Miguel Ferraz, 25 anos

Estou de momento a acabar mestrado no ISCTE em Business Administration e fiz como licenciatura Sociologia na Faculdade Nova de Ciências Sociais e Humanas. De momento faço parte da CASOTA Collective – uma produtora audovisual que atua como um colectivo de criativos nas áreas do áudio, vídeo e grafismo. Este projeto iniciou-se no final de 2016 juntamente com 3 amigos. 

Telmo Soares, 24 anos

Fiz Audovisual e Multimédia como licenciatura, pela Escola Superior de Comunicação Social de Lisboa. Sou membro da banda First Breath After Coma e tal como o Miguel integro a equipa da produtora CASOTA Collective.

Orçamento e Calendarização

Meia no Pé para Calais precisa de 1500€ para cobrir os custos de:

  • Transporte associados à recolha das meias em Portugal, uma vez que temos vários pontos de recolha espalhados pelo país, de norte a sul
  • Transporte das meias de Portugal até Calais: aluguer de uma carrinha, combustível e portagens (viagem Portugal -Calais/Calais-Portugal)

Prazo: 22 de Setembro

Ponto de recolha em Leiria - Atlas Hostel

  • Apoia com
    5€ ou mais

    Agradecimento na nossa página de facebook

    2 apoiantes

  • Apoia com
    10€ ou mais

    Agradecimento na nossa página de facebook + Carta de agradecimento

    5 apoiantes

  • Apoia com
    15€ ou mais

    Agradecimento na nossa página de facebook + Carta de agradecimento + Vasinho com planta

    4 apoiantes

  • Apoia com
    30€ ou mais

    Agradecimento na nossa página de facebook + Carta de agradecimento + Um par de meias com o logo da campanha

    2 apoiantes

  • Apoia com
    50€ ou mais

    50€ ou mais: Agradecimento na nossa página de Facebook + Carta de agradecimento + Um par de meias com o logo da campanha + Saco de pano com o logo da campanha

    3 apoiantes

Ter, 19/01/2021 - 21:27

Seg, 25/09/2017 - 10:11

Pagamento concluído

Os fundos angariados foram transferidos para o promotor

Sáb, 23/09/2017 - 17:33

Caros amigos, ainda que não

Caros amigos, ainda que não tenhamos atingido o nosso objetivo, um obrigado gigante a todos os que contribuiram para a nossa campanha! As meias vão chegam a Calais por uma tran...

Ler mais

22/09/2017

Campanha terminou

Não se reuniu a totalidade dos fundos

Sex, 22/09/2017 - 15:29

Infelizmente não vamos

Infelizmente não vamos conseguir atingir o objetivo que propusemos. Se quiser manter o o seu apoio à nossa causa, pedimos cordialmente que coloque apoio incondicional. Bas...

Ler mais

Lançamento da campanha

24/08/2017

Junta-te a nós para poderes participar nesta campanha. Criar conta

  • Meia no Pé para Calais

    Caros amigos, ainda que não

    Caros amigos, ainda que não tenhamos atingido o nosso objetivo, um obrigado gigante a todos os que contribuiram para a nossa campanha!
    As meias vão chegam a Calais por uma transportadora portuguesa, ao invés de sermos nós a levar, como inicialmente tinhamos previsto!
    O importante...é que aquilo que recolhemos seja entregue!!! Um abraço, a equipa.

    Inicie sessão ou registe-se para publicar comentários

  • Meia no Pé para Calais

    Infelizmente não vamos

    Infelizmente não vamos conseguir atingir o objetivo que propusemos.
    Se quiser manter o o seu apoio à nossa causa, pedimos cordialmente que coloque apoio incondicional.

    Basta seguir o este link: https://ppl.com.pt/user/contributions

    Muito obrigado!!!

    Inicie sessão ou registe-se para publicar comentários

15 membros da comunidade PPL
apoiam esta campanha

  • 6
    novos apoiantes

  • 9
    apoiantes recorrentes

  • 9
    apoiantes anónimos

Conhece quem está a tornar este sonho realidade

  • Anónimo

    21/09/2017 - 22:35

  • Anónimo

    21/09/2017 - 00:35

    Parabéns pela iniciativa! Jovens como vocês merecem!

  • Anónimo

    20/09/2017 - 22:13

    Obrigada a vós pela ideia! Boa viagem :)

  • Anónimo

    19/09/2017 - 07:25

  • MultiPPLicador

    17/09/2017 - 23:03

    Obrigado pela divulgação!

  • Anónimo

    10/09/2017 - 22:24

  • Cecília Falcão

    10/09/2017 - 22:10

  • Anónimo

    08/09/2017 - 00:15

  • Anónimo

    07/09/2017 - 22:42

    Força e não desistam...!

  • Anónimo

    07/09/2017 - 09:51

    MINHA PFERTA PARA AJUDA DA VIAGEM PARA CLAIS

  • MultiPPLicador

    04/09/2017 - 22:03

    Obrigado pela divulgação!

  • Joana Felizardo

    02/09/2017 - 10:48

  • José Paulo Nogueira

    01/09/2017 - 12:02

    Boa sorte e sucesso para a iniciativa.!

  • Miguel Ferraz

    25/08/2017 - 20:59

    Bora ajudar!!!!

  • sarasrs

    25/08/2017 - 20:42

  • Anónimo

    25/08/2017 - 16:33