Vamos tornar a Noite de Natal Especial
PPL Causas

Vamos tornar a Noite de Natal Especial

Vamos todos ajudar a tornar a noite de Natal de algumas famílias um bocadinho mais especial ,. Vamos enriquecer a noite da consoada com o tradicional bacalhau e peru, para que t...

  • 860

    angariado

    101% de 850€

    24 apoiantes

  • 14/12/2016

    Terminado a

  • Financiado

    Esta campanha foi totalmente financiada

Vamos todos ajudar a tornar a noite de Natal de algumas famílias um bocadinho mais especial ,. Vamos enriquecer a noite da consoada com o tradicional bacalhau e peru, para que todos possam desfrutar de uma noite especial.

Infelizmente são cada vez mais as familias que necessitam de algum tipo de apoio social, desde casais desempregados , idosos com baixas reformas , familias endividadas e muitas mulheres ( por vezes a homens também) a quem os filhos são deixados a cargo sem nenhum amparo. 

Não sendo possível colmatar todas as falhas que estas familias sentem , vamos á semelhança do ano passado fazer uma campanha para tornar a noite de natal um pouco mais especial. 

Como neste momento apoiamos cerca de 50 familias o custo de um cabaz, para a ceia é muito dispendicioso . Deste modo estamos a fazer várias campanhas para conseguirmos angariar todos os bens necessários .

Para a concretização do projecto fizemos uma parceria com uma Associação de Pais do Concelho(APCSA) que, juntamente com o corpo docente do colégio Santo André, está a promover um projecto de  recolha de alguns bens alimentares junto dos encarregados de educação. Estamos de igual modo a fazer campanhas junto de amigos e conhecidos para a angariação de brinquedos e livros.

Sendo o peru e o bacalhau pratos tradicionais do "nosso natal" , decidimos fazer esta campanha mais uma vez para conseguirmos chegar a todas as familias.

 

Sobre o promotor

Em 2009 um grupo de escuteiros do agrupamento 1188 do Milharado, sensibilizados com os problemas carência Sem Abrigo de Lisboa, resolveram ajudar a C.A.S.A . No entanto, com a entrada na faculdade dos mentores deste projeto, e para que não abandonassem a causa que apadrinharam, solicitaram a ajuda de pais e amigos para darem continuidade ao projeto. E assim nasceu o G.M.A.S.A. .A paróquia do Milharado, reconhecendo importância do projeto, cedeu um espaço nas instalações  do Centro de Dia onde, todos os domingos, começaram a ser confecionadas as refeições que depois são transportadas e distribuídas em Lisboa numa carrinha do Centro Paroquial. Em 2014 oficializou-se como Associação sem fins lucrativo e a CMM cedeu um espaço em regime de “comodato” para a nova sede nos “Casais da Serra”.

Semanalmente, os voluntários confecionam cerca de 250 refeições quentes que distribuem pela cidade de Lisboa, aos sem abrigo e a pessoas carenciadas que se deslocam às carrinhas. E cerca de 40 refeições quentes são distribuídas pelas freguesias limítrofes. A acompanhar as refeições é distribuído: leite, água, sobremesa e/ou fruta, pão com doce ou queijo e um bolo. Assim como roupa e produtos de higiene.

 

A G.M.A.S.A. procura ajudar não só os sem-abrigo mas também aqueles que, embora tenham um teto, devido ao aumento da carência económica, deixaram de conseguir fazer face a todas as despesas mensais tendo que recorrer à ajuda das associações para se conseguirem alimentar. No nosso concelho, existe por um lado uma população rural e por outro uma população “emigrante” de classe média e média baixa que se mudou de outros concelhos em anos anteriores em busca de melhor qualidade de vida e até postos de trabalho, população essa, que hoje em dia se vê atolada de dividas e sem condições mínimas para sustentar a família. O elevado preço dos transportes, o aumento de impostos e redução de salários ou mesmo o desemprego levou ao aumento desta “pobreza envergonhada”.No universo das freguesias onde prestamos mais apoio, o número de crianças ronda os 4000, sendo previsível que cerca de 5% das mesmas tenha algum tipo de necessidade. Para melhor estender o apoio a estas famílias, a G.M.A.S.A, colabora com algumas escolas onde chegam pedidos de apoio. Como os serviços sociais competentes demoram algum tempo com processos mais burocráticos, o G.M.A.S.A. concede o apoio possível, através da atribuição de cabazes alimentares, durante este período de tempo. O G.M.A.S.A pretende ser um apoio de emergência que funciona com base na boa fé e confiança na palavra de quem convive diariamente com as crianças provenientes das famílias carenciadas. Em alguns casos a escola funciona como intermediário pelo que o G.M.A.S.A. não tem contacto direto com as famílias de modo a evitar constrangimentos. Todos os bens são angariados através do mecenato e dos muitos voluntários.

Orçamento e Calendarização

Peru =  preço médio kilo 4 Euros X 2 kilos média por familia 

Bacalhau = preço médio Kilo 8 euros X 1  kilo média familia 

Nº de familias = 50 

Total :

Peru = 400

Bacalhau = 400

PPL+ IVA = 40+9,2 

Total projeto = 849,2

Total do pro

  • Apoia com
    1€ ou mais

    Agradecimento

    Faremos um agradecimento individual a todos na nossa página

    14 apoiantes

  • Apoia com
    20€ ou mais

    Sócio

    Atribuição do cartão de associado do GMASA

    15 apoiantes

Qui, 17/06/2021 - 00:49

Ter, 20/12/2016 - 13:52

Pagamento concluído

Os fundos angariados foram transferidos para o promotor

14/12/2016

Campanha terminou

Os fundos foram totalmente angariados com sucesso

Lançamento da campanha

21/11/2016

24 membros da comunidade PPL
apoiam esta campanha

  • 19
    novos apoiantes

  • 5
    apoiantes recorrentes

  • 15
    apoiantes anónimos

Conhece quem está a tornar este sonho realidade

  • Anónimo

    14/12/2016 - 17:41

  • Anónimo

    14/12/2016 - 16:42

  • Anónimo

    14/12/2016 - 16:21

  • José Paulo

    14/12/2016 - 15:14

    Feliz Natal para todos!

  • Anónimo

    14/12/2016 - 12:55

  • Anónimo

    14/12/2016 - 11:55

    Que a Noite de Natal se torne mesmo especial

  • Anónimo

    14/12/2016 - 10:41

  • Anónimo

    14/12/2016 - 10:36

  • Anónimo

    13/12/2016 - 21:09

  • Carla Sofia Martins Costa

    13/12/2016 - 15:41

  • Anónimo

    13/12/2016 - 15:02

  • Anónimo

    13/12/2016 - 09:35

    Carina Costa

  • Anónimo

    13/12/2016 - 09:33

    Aurora Campos

  • Anónimo

    13/12/2016 - 04:25

  • Inês Portugal Lima costa Brito

    12/12/2016 - 14:10

  • Anónimo

    11/12/2016 - 18:28

  • Anónimo

    11/12/2016 - 13:37

  • Anónimo

    06/12/2016 - 13:24

  • Anónimo

    06/12/2016 - 10:12

    Óptima iniciativa!

  • Sónia Pereira Dos Santos

    05/12/2016 - 11:22