A Anália pode voltar a andar, com o apoio de todos!
PPL Causas

A Anália pode voltar a andar, com o apoio de todos!

A Anália teve um acidente enquanto trepava a uma árvore. Lesionou a coluna e perdeu a mobilidade. No Hospital Central de Maputo percebemos que, com fisioterapia, a Anália pode r...

A Anália teve um acidente enquanto trepava a uma árvore. Lesionou a coluna e perdeu a mobilidade. No Hospital Central de Maputo percebemos que, com fisioterapia, a Anália pode recuperar! Ajude a Anália a andar novamente!

Anália em casa com a família.

 Anália nasceu em 2005, na vila da Macia, em Moçambique. Cresceu como uma criança moçambicana igual a muitas outras crianças: foi à escola, ajudou a mamã em casa, foi à machamba e brincou muito.

No final de 2018, numa dessas brincadeiras, a Anália caiu de uma árvore e lesionou a coluna vertebral. Foi operada no Hospital Central de Maputo, prevendo-se que, com fisioterapia, ela conseguisse voltar a andar.

Anália a lavar roupa.

Mas em 2019, quando o GASPORTO conheceu a Anália, ela tinha desistido da escola e da ideia de que um dia voltaria a andar. Tínhamos que devolver-lhe a esperança! Nunca tínhamos apadrinhado uma criança com mobilidade reduzida, mas não podíamos ignorar a tristeza da Anália enquanto falava do quanto gostava da escola.

A Anália tornou-se afilhada do GASPORTO, em fevereiro de 2020, e regressou à escola numa cadeira de rodas cedida por amigos do GASPORTO.

Anália a estudar.

Depois veio a pandemia e, com os serviços hospitalares suspensos, tivemos de adiar a reavaliação da situação de saúde da pequena Anália. Mas, assim que foi possível, voltamos à Clínica Especial do Hospital Central de Maputo e, depois de muitas conversas com vários clínicos, as boas notícias saltitavam: há esperança que a Anália recupere a mobilidade! Há um plano para fazer isso acontecer! E há muita força de vontade da Anália e apoio da família e amigos do GASPORTO.

A família da Anália não consegue pagar este tratamento e, por isso, decidimos criar esta campanha. Com o apoio de todos, a Anália pode voltar a caminhar. Caminhe com ela!

Sobre o promotor

O GASPORTO é uma ONGD portuguesa que, na vila da Macia, em Moçambique, desenvolve o programa “Crescer de Mãos Dadas” desde 2007. O objetivo deste programa é a promoção do desenvolvimento integral de crianças órfãs ou vulneráveis, garantindo-lhes o acesso à educação, à saúde e a bens primários, entre outras coisas, através: da doação de um kit mensal básico, de um kit anual escolar, do acompanhamento escolar, de avaliação médica, da reabilitação de casas, da promoção de visitas com caráter socioeducativo, de contactos diversos entre padrinho e afilhado e da formação aos profissionais locais.

Orçamento e Calendarização

 

 

Com este dinheiro iremos:

  • realizar consultas, exames e sessões de fisioterapia (durante 1 ano)* - 1314€

  • adquirir talas e material ortopédico de apoio - 1063,57€

  • assegurar as deslocações da Anália para o hospital - 543€

  • garantir o acompanhamento do profissional do GASPORTO em Moçambique - 75€

  • taxas PPL - 304.43€

*A evolução do tratamento depende de muitos fatores, pelo que a equipa médica não consegue prever o horizonte temporal do tratamento. Prescrevem um tratamento de 1 ano, que será depois reavaliado.

O nosso objetivo é angariar este valor até ao final do ano!

Dom, 27/11/2022 - 16:59

Qui, 10/11/2022 - 10:53

50% alcançado

A campanha reuniu metade do objectivo. O copo está agora mais cheio do que vazio ;)

Seg, 07/11/2022 - 09:29

Já somos 20

Já chegámos aos primeiros 20 apoiantes. Vamos continuar!

Dom, 06/11/2022 - 12:56

Primeiros cinco apoiantes

Reunimos os primeiros cinco apoiantes. Força!

Lançamento da campanha

04/11/2022

90 membros da comunidade PPL
apoiam esta campanha

  • 45
    novos apoiantes

  • 45
    apoiantes recorrentes

  • 26
    apoiantes anónimos

Conhece quem está a tornar este sonho realidade