Janela Solidária - por um Inverno mais quentinho!
Giving Tuesday
  • Social
  • Calçada das Necessidades nº 2, 1350-214 Lisboa

Janela Solidária - por um Inverno mais quentinho!

O projeto “Janela Solidária” consiste na substituição das janelas da Casa das Mães, a residência de acolhimento das jovens mães e dos seus filhos.

O projeto “Janela Solidária” consiste na substituição das janelas da Casa das Mães, a residência de acolhimento das jovens mães e dos seus filhos.

O projeto “Janela Solidária” consiste na substituição das janelas da Casa das Mães, a residência de acolhimento das jovens mães e dos seus filhos.

A última intervenção nas janelas foi há muitos anos atrás. São janelas de alumínio, no entanto encontram-se todas num estado desgastado, deixando passar humidade, frio e chuva. Sendo necessário proceder-se a uma intervenção de fundo que permita a sua substituição para uma solução que responda às necessidades atuais e que garanta condições de saúde das mães e crianças que acolhemos, assim como a sua própria segurança.

Objetivos

Com este projeto pretendemos aportar a estas jovens mães e aos seus filhos melhores condições de vida que se traduzirão num maior sucesso do projeto educativo e integrativo, garantindo que as mesmas beneficiam das melhores condições de  saúde, conforto e segurança.

Neste momento, a nossa prioridade passa por substituir as janelas de todos os quartos, pois é o espaço mais privado e de acolhimento que cada mãe e filho têm.

Concluída esta primeira fase do projeto, passaremos para uma segunda que consistira na remodelação das janelas correspondentes aos espaços comuns da casa.

Porquê que precisamos da sua ajuda?

A participação de todos neste projeto reputa-se essencial. A resolução passa por encontrar parceiros e amigos que se juntem a esta causa e nos ajudem a tornar este projeto possível.

Janelas degradadas

Sobre o promotor

A Casa de Protecção e Amparo de Santo António é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) de carácter confessional, fundada em 1931 com a missão de apoiar a causa da maternidade desprotegida. O seu fundador – Prof. Dr. D. Pedro da Cunha, obstetra e ginecologista, na altura Director da Maternidade Alfredo da Costa – apercebendo-se do flagelo das mulheres que, após darem à luz, não tinham para onde ir, criou a instituição para o “apoio à mãe solteira”, recorrendo a uma equipa de senhoras voluntárias. Sempre fiel aos seus princípios, a obra foi-se desenvolvendo e adaptando à evolução da sociedade. De 1945 a 1998 a nossa obra contou com a ajuda de uma Congregação de Irmãs, sendo que a sua direcção se foi mantendo na família que lhe deu origem. Em 1945 foi criada a Creche e Jardim de Infância e em 1956 a Pastelaria cujo grande intuito era fazer biscoitos para as senhoras que assistiam voluntariamente a Casa.

Hoje o objecto social está mais estreito – grávidas adolescentes em dificuldade, a valência escolar é até aos 3 anos e a pequena Pastelaria cresceu e deu lugar à Casa dos Sabores.

Nestes mais de 80 anos temos orgulho em referir que ajudámos já cerca de 2800 mães e consequentemente 2800 crianças e famílias.

Objectivo cumprido tanto quanto as nossas mães adquiram competências maternas, se reinsiram social e profissionalmente e, sobretudo, construam o seu projecto de vida com vista a contribuírem positivamente para a nossa sociedade. Quebrar o ciclo, encontrando um novo rumo.

Para tanto, a Instituição está dividida em 3 valências: Casa das Mães (Lar de crianças e jovens), residência que acolhe até 17 mães e seus filhos; Casa das Crianças (Creche) que acolhe 50 crianças entre as internas e externas e Casa dos Sabores (actividade comercial na área da restauração) que se pretende motor de sustentabilidade para as restantes valências de resposta social.

Toda esta articulação entre várias valências tem em vista construir o futuro, para uma vida melhor!

A Casa

Orçamento e Calendarização

Orçamento total: 27.757€ 

Orçamento 1ª FASE: 18.397,11€ - ANGARIADO

Orçamento 2ª FASE: 9.359,89€ - em falta 

Sex, 06/12/2019 - 07:59

Lançamento da campanha

22/11/2019

3 membros da comunidade PPL
apoiam esta campanha

  • 1
    novo apoiante

  • 2
    apoiantes recorrentes

  • 2
    apoiantes anónimos

Conhece quem está a tornar este sonho realidade