Outdoor "+4800 crianças abusadas pela Igreja Católica em Portugal. #JMJ"
PPL Causas

Outdoor "+4800 crianças abusadas pela Igreja Católica em Portugal. #JMJ"

Campanha para angariar fundos para um outdoor em Lisboa/Loures, com o n.º estimado de casos de abusos sexuais contra as crianças praticados por membros da ICAR em Portugal e com...

  • 2226

    angariado

    234% de 950€

    216 apoiantes

  • 28/07/2023

    Terminado a

  • Financiado

    Esta campanha foi totalmente financiada

Campanha para angariar fundos para um outdoor em Lisboa/Loures, com o n.º estimado de casos de abusos sexuais contra as crianças praticados por membros da ICAR em Portugal e como forma de protesto à realização das Jornadas Mundiais da Juventude.

Esta campanha destina-se única e exclusivamente ao financiamento da impressão e colocação de um outdoor com conteúdo das imagens anexas.

O formato final (proporções) poderá variar um pouco para se adequar ao outdoor.

Não temos nenhuma outra associação que não o facto de nos conhecermos via redes sociais e partilharmos da indignação provocada pelo branqueamento dos crimes perpetrados por membros da ICAR em Portugal, nomeadamente através da realização das Jornadas Mundiais da Juventude em Lisboa, sem que até hoje tenha havido um apuramento cabal de todos os casos e reconhecimento pela ICAR das suas responsabilidades nos casos de abusos sexuais que se conhecem.

Link para o relatório da Comissão Independente para o Estudo de Abusos Sexuais Contra as Crianças na Igreja Católica: https://darvozaosilencio.org/

Algumas notícias e reportagens sobre alguns dos crimes que se conhecem:

SIC - Abusos sexuais na Igreja: os testemunhos e os números: https://www.publico.pt/2023/02/14/sociedade/noticia/abusos-sexuais-igrej...

Especiais SIC Notícias: https://sicnoticias.pt/especiais/abusos-na-igreja-catolica

Notícias RTP: https://www.rtp.pt/noticias/abusos-igreja

Euronews: https://pt.euronews.com/2023/02/13/mais-de-4800-abusos-sexuais-na-igreja...

Sobre o promotor

Grupo de cidadãos Portugueses que se estão a coordenar via Twitter. Ver esta thread do Twitter: https://twitter.com/tarantelma/status/1684208299896446978

A Telma Tavares  - @tarantelma - está a coordenar os esforços dos voluntários que se quiseram associar a esta campanha.

Não temos nenhuma outra associação que não o facto de nos conhecermos via redes sociais e partilharmos da indignação provocada pelo branqueamento dos crimes perpetrados por membros da ICAR em Portugal, nomeadamente através da realização das Jornadas Mundiais da Juventude em Lisboa, sem que até hoje tenha havido um apuramento cabal das responsabilidades da ICAR nos casos de abusos que se conhecem.

Orçamento e Calendarização

Orçamento e impressão estimado em 860 com IVA incluído.

O restante valor são comissões da plataforma PPL.

Período mínimo de aluguer do outdoor é de um mês, a ser colocado o mais rapidamente possível, antes ou durante as JMJ.

  • Apoia com
    5€ ou mais

    5€ de contribuição

    Obrigado por não pactuares com o branqueamento dos crimes cometidos por membros da ICAR.

    89 apoiantes

  • Apoia com
    10€ ou mais

    10€ de contribuição

    Obrigado por contribuires para denunciarmos os crimes cometidos por membros da ICAR em Portugal.

    58 apoiantes

  • Apoia com
    15€ ou mais

    15€ de contribuição

    Obrigado por nos ajudares a expor a vergonha que é celebrar um encontro de jovens enquanto minimizam abusos sexuais cometidos por membros da ICAR.

    48 apoiantes

Sáb, 13/07/2024 - 23:29

Dom, 06/08/2023 - 16:58

Obrigado a todos!

OBRIGADO. Tudo começou com o design de um cartaz e a ideia de o instalar em três outdoors pelos concelhos de Lisboa, Oeiras e Loures, como memorial para as vítimas de abuso n...

Ler mais

Sex, 28/07/2023 - 12:44

Pagamento concluído

Os fundos angariados foram transferidos para o promotor

28/07/2023

Campanha terminou

Os fundos foram totalmente angariados com sucesso

Qui, 27/07/2023 - 20:23

100% alcançado

CONSEGUIMOS! A campanha alcançou a totalidade do objectivo mas pode continuar a angariar fundos

Qui, 27/07/2023 - 18:51

50% alcançado

A campanha reuniu metade do objectivo. O copo está agora mais cheio do que vazio ;)

Qui, 27/07/2023 - 18:16

Já somos 20

Já chegámos aos primeiros 20 apoiantes. Vamos continuar!

Qui, 27/07/2023 - 17:46

Primeiros cinco apoiantes

Reunimos os primeiros cinco apoiantes. Força!

Lançamento da campanha

27/07/2023

Junta-te a nós para poderes participar nesta campanha. Criar conta

  • Telma Tavares

    Obrigado a todos!

    OBRIGADO.

    Tudo começou com o design de um cartaz e a ideia de o instalar em três outdoors pelos concelhos de Lisboa, Oeiras e Loures, como memorial para as vítimas de abuso na Igreja Católica em Portugal.
    Duas angariações de fundos na plataforma de financiamento cooperativo PPL (e alguns donativos individuais extra plataforma) depois, onde 295 participantes nos confiaram 3021€, arregaçámos as mangas e fomos ao trabalho.

    Primeiro veio o alvoroço de tentar colocar a campanha na rua em 4 dias.

    Depois os percalços, desde a dessincronização na ação de afixação dos cartazes até à remoção intempestiva de um deles.

    De seguida o frenesim.

    A atenção mediática, que extravasou fronteiras. As mensagens de apoio, diretas e nas redes. Os agradecimentos emotivos, ofertas de apoio financeiro ou jurídico. A validação da campanha por quem nos propusemos dar voz. A ação espontânea de populares, com particular destaque para o simbolismo icónico na foto da Helena Abreu, de A3 na mão em frente ao preto de luto deixado para trás pela remoção do cartaz em Oeiras. A indignação que irrompeu da sociedade civil, a pressão de ONGs, associações e partidos políticos.

    Tudo a culminar na reposição do cartaz e alegria subsequente. Rimos e chorámos, simultaneamente indignados com as injustiças incompatíveis com a Democracia a que assistimos e de esperança renovada na capacidade das pessoas em, altruisticamente, fazer a coisa certa.

    CUMPRIMOS.

    E agora que a tempestade começa a esbater-se e volta a lucidez de olhar para além do imediato, queremos, com o coração cheio e um sentido de missão cumprida, expressar gratidão. E apresentar contas.

    ANTES DE MAIS, GRATIDÃO.

    Por tudo o que fizeram para que este tema pautasse a agenda mediática por um breve momento. Pelo apoio incansável que demonstraram. Acima de tudo por nos terem ajudado a quebrar o silêncio, a dar voz a quem não a tem. Muito obrigado a todos, sem a vossa ajuda nada disto teria passado de uma publicação numa rede social.

    O primeiro agradecimento não podia deixar de ser para as 295 pessoas que confiaram em nós para fazer tudo isto acontecer. Sem vocês nada tinha sido possível.

    Um obrigado aos jornalistas, incansáveis numa cobertura que julgamos equilibrada desta ação. Sem a vossa dedicação e trabalho nunca teríamos conseguido dar voz a quem não a tem.

    Um outro obrigado para todos os que, ao longo da última semana, nos fizeram chegar palavras de apoio e encorajamento. Sem esse apoio teria sido difícil manter a esperança de levar esta campanha a bom porto.

    Gostaríamos também de deixar um agradecimento especial a algumas pessoas e entidades cujo contributo queremos assinalar, por ter sido particularmente vital para a missão a que nos propusemos:

    Leonor Caldeira
    Tiago Rolino
    João Peixoto
    Manuel Reis
    Ângelo Fernandes
    Filipa Almeida
    Carla Ferreira
    Amnistia Internacional
    Rita Saraiva
    Tiago Almeida
    Carla Luís
    Irina Pampim
    Helena Abreu
    Mariana Soares
    Rita Dias
    Patrícia Albuquerque
    Nuno Silva

    Por fim um muito obrigado às nossas famílias, que nos aturaram, apoiaram e permitiram que dedicássemos tanto do nosso tempo a esta tarefa.

    Depois a transparência de contas certas.

    AS NOSSAS CONTAS (consultar imagem em anexo)

    A abertura da Câmara Municipal de Oeiras para repor o cartaz fará com que seja possível reaver as custas jurídicas que foram pagas. Quando tal estorno for efetivado, irão sobrar 180,99€ que iremos doar à associação Coração Silenciado, a primeira associação de vítimas de abuso na Igreja Católica.

    E IREMOS MANTER-NOS ATENTOS.

    Prontos a apoiar as vítimas e a sua associação, trabalhando, longe da ribalta, para que a promessa de Justiça consagrada na Constituição da República Portuguesa se cumpra para quem sofreu abusos na Igreja Católica Portuguesa.
    Sempre que necessário aqui estaremos para responder presente

    ATÉ JÁ.

    Inicie sessão ou registe-se para publicar comentários

  • Carla Castelo

    Empatia e respeito para com as vítimas de abusos sexuais

    Pelas vítimas, com toda a empatia e respeito que merecem. Que a Igreja Católica, ou qualquer outra instituição, nunca mais permita e esconda crimes sexuais contra crianças e jovens. Estamos juntas, dando voz ao silêncio.

    Inicie sessão ou registe-se para publicar comentários

216 membros da comunidade PPL
apoiam esta campanha

  • 148
    novos apoiantes

  • 68
    apoiantes recorrentes

  • 73
    apoiantes anónimos

Conhece quem está a tornar este sonho realidade