Libertar o Aqueduto
Desafio PPL!
  • Social
  • Vila do Conde e Póvoa de Varzim, Portugal

Libertar o Aqueduto

Repatris pretende “LIBERTAR o AQUEDUTO” das pequenas construções ilegais que ocupam a envolvente, com a sua demolição, para restaurar a legalidade do Monumento Nacional, que per...

  • 171

    angariado

    22% de 750€

    14 apoiantes

  • 21/10/2019

    Terminado a

  • Terminado

    Este projecto não conseguiu reunir os apoios necessários.

Repatris pretende “LIBERTAR o AQUEDUTO” das pequenas construções ilegais que ocupam a envolvente, com a sua demolição, para restaurar a legalidade do Monumento Nacional, que permita o usufruto dos cidadãos. 

1.- Antecedentes

O Aqueduto de Santa Clara construído no século XVII fazia chegar a água desde Terroso, até o convento de Santa Clara. Classificado como Monumento Nacional, tem uma zona de proteção de 50 mtrs e uma área livre, na sua envolvente que conta com 5 mtrs de cada lado. No entanto, durante as últimas décadas, alguns vizinhos vieram a ocupar esta mesma área livre. A ocupação é feita de forma ilegal, com pequenas construções que impedem o acesso à sua estrutura. Estas ações implicam uma crescente dificuldade na sua conservação, que leva à sua consequente degradação, para além de não permitir o usufruto dos cidadãos. 

2.- O que já foi feito e o que pretendemos fazer

A Repatris através de recursos do Conselho de Gestão, já elaborou um levantamento exaustivo do estado de conservação do aqueduto. Agora, o nosso objetivo passa pela libertação do aqueduto, que vai ao encontro dos objetivos estabelecidos pela Carta de Veneza, de 1964.A ação da Repatris visa ajudar a travar a degradação do imóvel com uma ação faseada, mas abrangente, uma vez que o principal objetivo é a recuperação e conservação do aqueduto de Santa Clara.

3.- Para isso é imprescindível ter acesso ao Aqueduto e LIBERTA-LO das ocupações ilegais

Sobre o projeto já elaborado pela Repatris, é necessária a identificação dos arcose a sua enumeração, que terá como ponto de partida Terroso em direção ao convento, segunido o curso original da água. Esta ação terá como objetivo o levantamento do número de intervenções que serão necessárias.  
Numa segunda fase pretendemos identificar os proprietários, documentar o tipo de ocupação para que se inicie a ação voluntária e amistosa de reverter o aqueduto para o espaço público, que culminará com a reconstrução do Caminho do Aqueduto, um espaço de lazer, onde todos os cidadãos poderão usufruir do Monumento por igual.

Os nossos apoiantes: Todo e qualquer indivíduo que se identifique com a atual situação de abandono do aqueduto, um imóvel público, Património do Estado, todos devemos ajudar na sua recuperação. 
•Indivíduos e entidades ligadas a causas culturais e à defesa e divulgação do património;
•Comunidade local;
•Empresas vinculadas à responsabilidade social;
•Escolas e Universidades;
•Meios de Comunicação;

Atividades
Produção de material escrito e gráfico para sinalizar as patologias.
Sensibilização e consciencialização da comunidade para a situação do aqueduto de Santa Clara. 
No final deste projeto serão compiladas e divulgadas todas atuações, outorgando-se as recompensas e reconhecimentos públicos para os colaboradores, além dos possíveis cartão vermelho, caso seja necessário.

rua das Silvas, Beiriz

Sobre o promotor

A Repatris é uma associação sem fins lucrativos, dirigida por uma equipa multidisciplinar e multigeracional, com o apoio do Conselho Consultivo e com as suas contas auditadas.  
Temos como missão final, a reabilitação do património cultural desafetado. 
A Repatris foi responsável pela elaboração de um primeiro estudo sobre a situação atual do aqueduto, tendo apresentado uma solução para travar o avançado estado de degradação do mesmo. A nossa ação culminará na criação do Caminho do Aqueduto, uma nova rota que conjuga lazer, história e cultura.

Orçamento e Calendarização

Orçamento:   

Comissão PPL = 69,19 €

Equipa da Repatris = 540 €

Logística (deslocações) para 6 dias de trabalho = 50 €

Recompensas = 90 €

Etapas:

15 outubro – inicio numeração dos arcos e identificação das infrações.

6 novembro – relatório final. Apresentação de resultados.

  • 15 arcos

    Apoie com
    15€ ou mais

    15 arcos

    Um marcador de livros (cor segundo a disponibilidade) custo de envio incluído

    2 apoiantes

  • 25 arcos

    Apoie com
    25€ ou mais

    25 arcos

    Um Marcador de livros + um porta-chaves (cor segundo a disponibilidade) custo de envio incluido

    1 apoiante

  • 50 arcos

    Apoie com
    50€ ou mais

    50 arcos

    Um Marcador de livros + um porta-chaves (cor segundo a disponibilidade)+ um pin do Aqueduto de Santa Clara em metal + 50% desconto na joia de associado Repatris (válido para individuais) custo de envio incluido

    1 apoiante

  • 75 arcos

    Apoie com
    75€ ou mais

    75 arcos

    Um Marcador de livros + um porta-chaves (cor segundo a disponibilidade) + pin do Aqueduto + 75% desconto na jóia (válido para individuais e corporativos) custo de envio incluido

    Ainda sem apoios. Faça o primeiro!

  • 100 arcos

    Apoie com
    100€ ou mais

    100 arcos

    Um Marcador de livros + um porta-chaves (cor segundo a disponibilidade) + pin do Aqueduto + 100% na jóia (válido para individual ou corporativo) + menção especial na publicação sobre o Aqueduto custo de envio incluido

    Ainda sem apoios. Faça o primeiro!

Qui, 24/10/2019 - 05:12

21/10/2019

Campanha terminou

Não se reuniu a totalidade dos fundos

Sex, 20/09/2019 - 09:52

Primeiros cinco apoiantes

Reunimos os primeiros cinco apoiantes. Força!

Lançamento da campanha

18/09/2019

14 membros da comunidade PPL
apoiam esta campanha

  • 13
    novos apoiantes

  • 1
    apoiante recorrente

  • 4
    apoiantes anónimos

Conhece quem está a tornar este sonho realidade