ALMAS  ̶D̶E̶L̶I̶R̶A̶N̶T̶E̶S̶  - DOCUMENTÁRIO
PPL Causas

ALMAS ̶D̶E̶L̶I̶R̶A̶N̶T̶E̶S̶ - DOCUMENTÁRIO

Documentário sobre espetáculo, inspirado nos utentes que habitam e habitaram a Casa de Saúde do Telhal, e as suas obras artísticas. Ajuda-nos a dar voz à saúde mental.

  • 2002

    angariado

    100% de 2 000€

    41 apoiantes

  • 20/10/2023

    Terminado a

  • Financiado

    Esta campanha foi totalmente financiada

Documentário sobre espetáculo, inspirado nos utentes que habitam e habitaram a Casa de Saúde do Telhal, e as suas obras artísticas. Ajuda-nos a dar voz à saúde mental.

Contexto do projeto ALMAS DELIRANTES

No início do século XX, Luís Cebola, psiquiatra, diretor Clinico da Casa de Saúde do Telhal (Sintra), e escritor português, compilou o volume literário "Almas Delirantes", onde apresentava diversas psicopatologias não de um ponto de vista médico, mas elaborando retratos metafóricos e líricos, demonstrando que a percepção que tinha sobre os doentes era mais do que um objeto de estudo, constituindo um processo de identificação, empatia e compaixão. O autor utilizou ainda a obra para salientar a importância de aceitação e compreensão destas patologias, colocando de forma direta a questão de que qualquer pessoa, em qualquer momento da sua vida, pode sofrer de algum estado psicopatológico. "Almas Delirantes" contém poemas, textos e cartas escritas pelas pessoas internadas nos hospitais psiquiátricos pelo qual o autor passou. A obra servia também de repositório do museu criado pelo autor, na Casa de Saúde do Telhal, "O Museu da Loucura", que conservava as criações artísticas dos pacientes internados.

É com base nesta obra de 1925, que o espetáculo "ALMAS DELIRANTES" será edificado. Partindo destes textos e histórias do início do século XX, tal como de histórias de pacientes que hoje habitam a Casa de Saúde do Telhal, pois é objetivo do Teatro Efémero, que parte da criação do espetáculo possa surgir da possibilidade de escutar e observar em primeira mão quem vive o seu dia-a-dia com psicopatologias, de modo a tornar mais próximo e atual o espetáculo, mas também para que possam explorar-se ligações entre o passado e o presente, ao procurarmos um dos locais onde o próprio autor esteve e se inspirou. 

O projeto divide-se em dois eixos: o espetáculo e o filme, o filme será um complemento ao espetáculo, acompanhará todo o processo de criação, ensaios, processo de escrita, investigação, visitas à Casa de Saúde do Telhal, residência artística e espetáculo, e será disponibilizado gratuitamente em plataforma online, para que todas as pessoas possam ter acesso a como funciona um processo teatral de criação, de raiz, e também para que possam aproximar-se da temática, é no fundo uma forma de dar visibilidade ao tema, aos utentes, sempre de forma protegida, e também de desconstruir barreiras e preconceitos associados à saúde mental. Faz parte da planificação do projeto que os utentes possam estar próximos do processo, que possam contribuir, ou até mesmo participar com os seus trabalhos artísticos, que são desde a década de 1920, uma fórmula adoptada pelo Dr. Luís Cebola e que permaneceu até aos dias de hoje, a "Laborterapia" em atividades artísticas, que sem tem revelado ser uma terapêutica ocupacional com resultados de evidentes melhorias no estado de saúde dos doentes. O caso da pintura, em particular do retrato e da caricatura, pretende estimular o doente a projetar os seus conflitos internos na tela, independentemente da beleza da obra e da formação artística do seu autor. Para o efeito, evita-se a cópia e incentiva-se a expressão espontânea e pessoal. É por isso, objetivo do Teatro Efémero, que este projeto possa ter elementos que remetam e incluam estas obras artísticas dos próprios utentes, haverá espaço para que o texto do espetáculo possa sofrer alterações ao longo do processo, com base nas idas à Casa de Saúde, mas também com as experiências pessoais dos atores, com a investigação ao longo dos ensaios e da dramaturgia. É por isso um projeto que poderá estar em constante transformação até à sua fase final.

Infelizmente o projeto conseguiu angariar apenas metade do valor do seu orçamento total, como poderás ver na zona do orçamento, e por isso ficámos sem verba para a realização do documentário. Como acreditamos que é parte essencial do projeto, não queremos abandonar a ideia, e por isso precisamos da tua ajuda para podermos ter uma pessoa dedicada à pós-produção dos registos que estamos a fazer e que faremos até ao final do processo de criação. Sem orçamento para pagar a alguém que possa fazer o trabalho de edição do filme e estar dedicado a 100% ao projeto, não consegiremos avançar com o documentário e a sua disponibilização online. 

 

©TEATRO EFÉMERO

Sobre o promotor

O Teatro Efémero é uma Associação Cultural, sediada em Sintra desde março de 2018. Tem produzido ao longo dos últimos anos, vários espetáculos de teatro e projetos que têm como ponto comum as novas dramaturgias, inspiradas por obras pré-existentes. Os textos que têm como base as criações teatrais, são escritos e adaptados pela companhia, e normalmente a parte cenográfica é um dos elementos que mais influencia a criação. No entanto, o Teatro Efémero não se fecha apenas a uma fórmula e pretende criar pontos comuns entre as várias artes e disciplinas artísticas, tendo como ponto de partida o teatro. Como método de trabalho, acredita em processos colaborativos e cooperativos, que tem em prática recorrente nos seus projetos. 

Desde 2018, até agora criou SUBSOLO [2018], um espetáculo que abordava a crise dos refugiados e o papel e relação da população ocidental com a mesma, o espetáculo infanto-juvenil, Uma Viagem de Estórias [2018], inspirada no conto "O Mercador de Coisa Nenhuma" de António Torrado, a terceira produção do Teatro Efémero, inspirou-se na obra "O Doido e a Morte" de Raúl Brandão, relacionando-a com a arte urbana e a atualidade política, intitula-se LIE LIE LAND [2019], o espetáculo um artista vulgar [2021], a partir das obras de Franz Kafka em relação direta com o filme “Birdmand ou (A inesperada virtude da ignorância)” de Alejandro G. Iñárritu. Em 2021 o Teatro Efémero desenvolveu várias atividades para a Biblioteca Municipal de São Domingos de Rana, nomeadamente a Oficina de Escrita Partilhada, o espetáculo Mitos e Lendas e Conhece os Teus Direitos, espetáculo interativo direcionado para o primeiro ciclo, a partir da “Declaração dos Direitos das Crianças”. A Oficina de Escrita Partilhada tem sido dinamizada em várias bibliotecas, e continua disponível para concretização em vários espaços. O espetáculo Conhece os Teus Direitos, tem feito digressão por várias escolas e bibliotecas do país.Teve uma coprodução com a Companhia Faísca Teatro, com o espetáculo KOLAKEIA [2022], a partir da obra "Otelo" de William Shakespeare, apresentou no Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas, outra coprodução com a MUSGO Produção Cultural, Madrasta Dance, RUGAS Associação Cultural e teatromosca, no espetáculo Trilogia de Guerra: Agamémnon [2022], com texto de Jaime Rocha e encenação de Paulo Campos dos Reis. No mesmo ano, e paralelamente às coproduções, realizou o Roteiro Encenado Medieval pela Vila de Sintra, uma caminhada interativa, que revisita os mitos medievais da zona em questão. 

Para mais informações detalhadas sobre o percurso do Teatro Efémero, visite o nosso site

 

Orçamento e Calendarização

ORÇAMENTO

- Ordenado de 1 editor de vídeo para 2 meses de trabalho: 1000€/mês 

- Comissões PPL: 184,50€

*o projeto total, espetáculo + documentário, toda a equipa técnica e artística desejada, tinha um orçamento total de 29 460,00€. O projeto foi apenas financiado com 17.651,21€ pela Câmara Municipal de Sintra. O Teatro Efémero concorreu ao apoio pontual da Direção Geral das Artes, tendo tido com este projeto uma pontuação de 89,50%, mas não recebeu apoio devido à escassez de verba atribuída ao programa de apoio em questão. Apenas com pouco mais de metade do orçamento, tivemos de restruturar o projeto, diminuir a equipa, cortar em materiais cenográficos e não temos orçamento nenhum disponível para a realização do documentário. Para que seja possível ele existir, mesmo tendo em conta a situação bastante precária, os calendários reduzidos, precisamos de poder ter alguém a dedicar-se a 100% à edição do filme, para que este possa ser disponibilizado livremente. Só é possível garantir esse trabalho, tendo como pagar este valor, que neste momento o Teatro Efémero, infelizmente não tem. 

 

CALENDARIZAÇÃO 

- O montante solicitado corresponde ao trabalho de pós-produção, que será de dia 4 de dezembro de 2023 a 10 de fevereiro de 2024 [interrupção para férias de natal, entre 18 de dezembro de 2023 e 2 de janeiro de 2024]

Calendarização estimada de recolha de material vídeo para documentário:

(O processo de filmagens inicia-se simultaneamente ao início do processo de ensaios) 

Filmagens 

● 3 a 11 de julho de 2023 - visitas à Casa de Saúde do Telhal - investigação para apoio à escrita do texto 

● 3 de julho a 14 de agosto de 2023 - processo de escrita do texto do espetáculo 

● 21 a 25 de de agosto de 2023 - ensaios de dramaturgia e leitura de texto 

● 28 de agosto a 9 de outubro de 2023 - ensaios criação 

● 18 de setembro a 31 de outubro de 2023 - visitas em diferentes dias à casa de Saúde do Telhal com os atores e dinamização de atividades 

● 9 a 20 de outubro de 2023 - residência artística Forno da Cal 

● 20 de setembro a 13 de novembro de 2023 - Ensaios criação 

● 13 a 15 de novembro de 2023 - ensaios gerais e adaptação ao espaço de apresentação - Edifício Multiusos Cultural de Belas 

● 16 a 18 de novembro de 2023 - Estreia do espetáculo - Edifício Multiusos Cultural de Belas 

● 20 a 22 de novembro de 2023 - adaptação e ensaios no Teatroesfera 

● 23 a 26 de novembro de 2023 - apresentação do espetáculo - Teatroesfera 

● 30 de novembro de 2023 - apresentação do espetáculo aos utentes da Casa de Saúde do Telhal

Edição e montagem 

● 4 de dezembro de 2023 a 10 de fevereiro de 2024 - trabalho de edição e montagem do filme 

● 10 de fevereiro de 2024 - apresentação e visualização do filme com os utentes da Casa de Saúde do Telhal 

● 17 de fevereiro de 2024 - estreia do filme em local a confirmar 

● 18 de fevereiro de 2024 - disponibilização do filme online em plataforma própria, por tempo indeterminado

 

Calendarização resumida do projeto total: 

  • Recolha de materiais, investigação e visitas à Casa de Saúde do Telhal: 16 de junho a 1 de setembro
  • Processo de criação e ensaios: 4 de setembro a 15 de novembro
  • Estreia:16 de novembro
  • Apresentações: 16, 17 e 18 novembro no Ed. Multiusos de Belas; 25 e 26 novembro no Teatroesfera; 1 e 2 dezembro no FORNO - Espaço Cultural
  • Pós-produção de documentário: 4 dezembro de 2023 a 10 de fevereiro de 2023 [interrupção para férias de natal, entre 18 de dezembro de 2023 e 2 de janeiro de 2024]
  • Lançamento/estreia do documentário: 17 de fevereiro de 2024
  • Postal ALMAS DELIRANTES

    Apoia com
    10€ ou mais

    Postal ALMAS DELIRANTES

    Postal personalizado e exclusivo do projeto.

    8 apoiantes

  • Bilhete Espetáculo

    Apoia com
    20€ ou mais

    Bilhete Espetáculo

    Oferta de um bilhete válido para qualquer uma das sessões de apresentação do espetáculo "ALMAS DELIRANTES", a estrear em novembro de 2023.

    14 apoiantes

    Limitado a 8 unidades. Indisponível

  • Visualização Exclusiva do Documentário

    Apoia com
    40€ ou mais

    Visualização Exclusiva do Documentário

    Uma entrada válida para assistir ao documentário, numa sessão pré-estreia.

    7 apoiantes

  • TUDO INCLUÍDO

    Apoia com
    100€ ou mais

    TUDO INCLUÍDO

    1 postal do projeto + 1 bilhete para assistir ao espetáculo ALMAS DELIRANTES, em data à escolha + 1 entrada válida para assistir ao documentário numa sessão pré-estreia

    7 apoiantes

Sex, 24/05/2024 - 05:24

Seg, 06/11/2023 - 11:23

Pagamento concluído

Os fundos angariados foram transferidos para o promotor

20/10/2023

Campanha terminou

Os fundos foram totalmente angariados com sucesso

Sex, 20/10/2023 - 17:24

100% alcançado

CONSEGUIMOS! A campanha alcançou a totalidade do objectivo mas pode continuar a angariar fundos

Qui, 19/10/2023 - 15:48

50% alcançado

A campanha reuniu metade do objectivo. O copo está agora mais cheio do que vazio ;)

Qui, 21/09/2023 - 20:40

Já somos 20

Já chegámos aos primeiros 20 apoiantes. Vamos continuar!

Qui, 21/09/2023 - 20:39

Já somos 20

Já chegámos aos primeiros 20 apoiantes. Vamos continuar!

Qui, 21/09/2023 - 20:37

Já somos 20

Já chegámos aos primeiros 20 apoiantes. Vamos continuar!

Qui, 21/09/2023 - 20:36

Já somos 20

Já chegámos aos primeiros 20 apoiantes. Vamos continuar!

Ter, 12/09/2023 - 19:23

Primeiros cinco apoiantes

Reunimos os primeiros cinco apoiantes. Força!

Lançamento da campanha

11/09/2023

41 membros da comunidade PPL
apoiam esta campanha

  • 32
    novos apoiantes

  • 9
    apoiantes recorrentes

  • 13
    apoiantes anónimos

Conhece quem está a tornar este sonho realidade

  • Anónimo

    20/10/2023 - 17:24

    Bora boraaaaaa

  • Cidália Lageiro

    20/10/2023 - 14:25

  • Bernardo Souto

    20/10/2023 - 13:19

    Força! É o mínimo que podia fazer

  • Anónimo

    20/10/2023 - 13:06

    Boraaaaaa

  • Sofia Ribas

    20/10/2023 - 12:14

    Força!

  • Anónimo

    20/10/2023 - 11:39

  • João António Cardoso Tavares

    20/10/2023 - 11:32

  • João Mendes

    19/10/2023 - 16:41

  • Anónimo

    19/10/2023 - 15:53

    Bora boraaaaaa

  • Anónimo

    19/10/2023 - 15:51

    Bora boraaaaaa

  • Anónimo

    19/10/2023 - 15:48

    Bora boraaaaaa

  • Nuno Miguel Lageiro Antunes

    19/10/2023 - 07:16

  • Anónimo

    18/10/2023 - 15:28

  • Miguel Moisés

    15/10/2023 - 20:43

  • Anónimo

    12/10/2023 - 15:23

    Bora boraaaaaa

  • Anónimo

    12/10/2023 - 15:22

    Boraaaaaa

  • Anónimo

    12/10/2023 - 15:21

  • Anónimo

    12/10/2023 - 15:20

    Bora boraaaaaa

  • yolanda Santos

    11/10/2023 - 10:38

  • Anónimo

    08/10/2023 - 17:36