Um Réquiem muito especial

Um Réquiem muito especial

Quem diria que poderia haver um Réquiem para os vivos? O Requiem For The Living de Dan Forrest é uma peça magnífica pouco conhecida do público português. E precisamos da ajuda d...

  • 2522

    angariado

    101% de 2 500€

    79 apoiantes

  • 02/12/2022

    Terminado a

  • Financiado

    Esta campanha foi totalmente financiada

Quem diria que poderia haver um Réquiem para os vivos? O Requiem For The Living de Dan Forrest é uma peça magnífica pouco conhecida do público português. E precisamos da ajuda de todos para a levar a concerto!

O Réquiem é um tipo de missa especial celebrada pelas igrejas cristãs em homenagem aos mortos, oferecida para o repouso da alma da pessoa falecida. O termo “réquiem” vem do latim requiem, que deriva de requies, que significa “descanso” ou “repouso”.

Contudo, este Requiem vai mais longe e, usando as palavras do próprio autor, apresenta uma narrativa que tanto serve os vivos, e a sua própria luta com a dor e a tristeza, quanto os mortos, por enfatizar a importância do consolo para os que ficam.

Requiem for the Living, escrita em 2013 pelo compositor americano Dan Forrest, é uma das obras mais comoventes que irá ouvir, fruto da sua harmonia luminosa e do seu cariz quase cinematográfico.

A versão que levamos a concerto é a Expanded Chamber Ensemble que combina as partes de sopro (flauta, oboé e trompa), harpa e órgão com a percussão, a orquestra de cordas e o Coro. A Orquestra Círculo de Música de Câmara (OCMC) junta-se assim ao Coro Lisbon Singers para dar a conhecer ao público esta obra magnífica a apresentar já no próximo dia 3 de dezembro, pelas 16h, na Igreja de São Domingos em Lisboa, com entrada livre.

Porque é que a sua ajuda é fundamental? Para podermos oferecer esta obra à cidade de Lisboa, a OCMC precisa de contratar os instrumentistas que não dispõe na sua composição original para as linhas melódicas da harpa, flauta, oboé, trompa, órgão, tímpano e restante percussão. Por seu lado, o Coro também terá de contratar uma solista soprano, sendo ainda de considerar o custo com o aluguer da própria peça à entidade responsável pela sua edição.

Dan Forrest é um jovem compositor norte-americano (1978) altamente qualificado, cujas obras corais são caracterizadas por apresentarem muitas nuances, uma linguagem bem ritmada e textos com significados profundos. É muito apreciado pela sua habilidade em escrever linhas melódicas para todas as vozes e instrumentos, com um efeito impactante e muito eficiente.

São 5 os movimentos que compõem este Réquiem e o espírito desta obra é estabelecido desde o início com o prólogo instrumental sombrio e elegantemente orquestrado do Introit inicial - Kyrie. O movimento seguinte - Vanitas Vanitatum – é mais intenso e tumultuoso, com ritmos bem marcados que nos evocam sofrimento e dor. Segue-se o Agnus Dei, melodioso, a oferecer tranquilidade, salvamento e paz e depois, o Sanctus, que conjuga uma linha melódica com um ritmo frenético, cheio de energia, a evocar sentimentos de alegria e louvor. Lux Aeterna encerra a obra de forma sublime, com grande delicadeza, entoado de forma doce e expressiva de modo a oferecer a paz e o repouso, tanto para os mortos como para os vivos.

Assim, com a sua ajuda, poderemos abrir as portas gratuitamente a quem nos queira ouvir, dando a oportunidade a todos de poderem usufruir de uma experiência musical ímpar.

Sobre o promotor

A OCMC é a única orquestra de cordas não profissional em Portugal com atividade musical ininterrupta há mais de 30 anos. Gerida por uma Associação sem fins lucrativos, não dispõe de qualquer fonte de rendimento ou apoio financeiro de nenhuma entidade.

Foi fundada em 1989 por um pequeno grupo de músicos, amadores e profissionais, e a sua direção ficou a cargo do Maestro Alberto Nunes, também fundador e maestro da Orquestra Sinfónica Juvenil. O seu principal objetivo é a formação de novos públicos, a investigação e divulgação da música através de concertos e outras atividades culturais, o apoio a novos compositores e músicos e o ensino musical. 

As formações amadoras têm uma longa tradição noutros países (por exemplo, no Reino Unido há mais de 400 orquestras amadoras) mas em Portugal, de acordo com os registos, a OCMC é a única do seu género. A orquestra conta com 20 instrumentistas permanentes que ensaiam regularmente uma vez por semana, de setembro a julho. A maioria dos seus elementos concilia a aprendizagem do instrumento com uma profissão - médicos, professores, advogados, economistas, estudantes universitários; alguns elementos são músicos profissionais que trabalharam com as principais orquestras nacionais. Há colegas de escola, colegas de profissão, colegas de orquestra e amigos de longa data. E desde 2008, a direção da orquestra está a cargo de Luís Santos, também ele violinista profissional da Orquestra do Teatro Nacional de S. Carlos (TNSC).

O Coro Lisbon Singers é um coro fundado em 2019, com cerca de 30 elementos, que integra cantores de vários grupos. O coro herda toda a carreira do antigo coro Emotion Voices, do qual se destacou como novo formato para responder a mais e diferentes desafios. É um coro que faz uma mistura entre cantores profissionais e amadores, o que torna o seu som muito interessante. O grupo de cantores não é sempre o mesmo, pois varia consoante o tipo de repertório a que se propõe fazer.

A Direção deste concerto ficará a cargo de Manuel Rebelo que iniciou os estudos de música com apenas seis anos, tendo terminado canto no Conservatório Nacional obtendo depois um diploma em Formação Musical na ESML. Frequentou o mestrado em Direção Coral no Instituto Piaget sob orientação de Paulo Lourenço. Estreou-se em ópera em 2002 e desde então tem desenvolvido uma intensa atividade na área e em vários países do globo, bem como em Oratória, nomeadamente com Michel Corboz. Tem colaborado regularmente com o TNSC em pequenos papéis de várias produções. Dirige, em Lisboa, uma academia de cantores de nome Vocal Emotion que integra mais de 100 alunos. Na área da direção, tem-se destacado pelos trabalhos relacionados com a música Portuguesa e foi convidado a dirigir recentemente a orquestra Qatar Philarmonic com um programa de fado.

Orçamento e Calendarização

O concerto será de entrada livre, como aliás são todos os concertos promovidos pela OCMC, visto que um dos seus principais objetivos se prende com a formação de novos públicos e a divulgação da música dita erudita.

As contratações necessárias para completar a Orquestra são de 1 músico para cada um destes instrumentos: harpa, flauta, oboé, trompa, órgão, tímpano e restante percussão. O Coro Lisbon Singers, terá apenas de contratar uma solista soprano.

Para podermos apresentar esta obra, deve ser solicitado o seu aluguer junto da entidade responsável pela sua edição – a Hinshaw Music, Inc., que pertence ao grupo FRED BOCK PUBLISHING GROUP.

Orçamento discriminado:

Aluguer: 450 USD (462€ ao câmbio atual)

Músicos: 8*250€ = 2.000€

  • Apoia com
    10€ ou mais

    Lugar reservado

    Não terá de se preocupar em chegar bem cedo no dia do concerto porque terá um lugar reservado à sua espera!

    51 apoiantes

    Limitado a 50 unidades. Indisponível

  • Apoia com
    20€ ou mais

    Atrás dos bastidores

    Poderá ter acesso ao ensaio geral da peça e assim compreender melhor como são os preparativos para a apresentação de uma obra deste género. E, no dia do concerto, terá um lugar reservado à sua espera para assistir à apresentação desta peça magnífica!

    42 apoiantes

    Limitado a 100 unidades. 58 restantes

Qua, 07/12/2022 - 03:12

Seg, 05/12/2022 - 10:54

Pagamento concluído

Os fundos angariados foram transferidos para o promotor

02/12/2022

Campanha terminou

Os fundos foram totalmente angariados com sucesso

Qui, 01/12/2022 - 21:52

100% alcançado

CONSEGUIMOS! A campanha alcançou a totalidade do objectivo mas pode continuar a angariar fundos

Qui, 24/11/2022 - 09:39

50% alcançado

A campanha reuniu metade do objectivo. O copo está agora mais cheio do que vazio ;)

Sex, 11/11/2022 - 19:18

Muito obrigado!

Queremos agradecer a todos pelos donativos que temos recebido e que vão possibilitar abrir as portas da Igreja de São Domingos em Lisboa a todos os que queiram ficar a conhecer ...

Ler mais

Ter, 08/11/2022 - 17:09

Já somos 20

Já chegámos aos primeiros 20 apoiantes. Vamos continuar!

Qui, 27/10/2022 - 06:51

Primeiros cinco apoiantes

Reunimos os primeiros cinco apoiantes. Força!

Lançamento da campanha

24/10/2022

Junta-te a nós para poderes participar nesta campanha. Criar conta

  • Susana Pais

    Muito obrigado!

    Queremos agradecer a todos pelos donativos que temos recebido e que vão possibilitar abrir as portas da Igreja de São Domingos em Lisboa a todos os que queiram ficar a conhecer esta obra magnífica.
    Aproveitamos para confirmar a hora do concerto para que não faltem e possam continuar a divulgar este projeto: será dia 3 de Dezembro às 16h.
    Já conseguimos 26% do nosso objetivo! Agora, é continuar a acreditar!

    Inicie sessão ou registe-se para publicar comentários

79 membros da comunidade PPL
apoiam esta campanha

  • 62
    novos apoiantes

  • 17
    apoiantes recorrentes

  • 18
    apoiantes anónimos

Conhece quem está a tornar este sonho realidade