O Lugar Perfeito - Curta Metragem

O Lugar Perfeito - Curta Metragem

Curta-metragem figueirense sobre a história de uma bailarina enredada nas teias da perfeição.

  • 421

    angariado

    21% de 2 000€

    35 apoiantes

  • 30 dias

    para apoiar

    Registe-se para seguir esta campanha

  • Esta campanha iniciou-se em 16/03/2020 e só será financiada se angariar um mínimo de 2 000€ até 29/06/2020 - 18:00

Curta-metragem figueirense sobre a história de uma bailarina enredada nas teias da perfeição.

Este projeto pretende passar, simultaneamente, várias importantes mensagens. Algumas delas serão, certamente, mais nítidas à primeira vista. Alma. Uma jovem, aprisionada nas rédeas do perfecionismo que assim lhe foi imposto pelo pai. Aprisionada em regras, imposições e controlo, Alma vive sem alma. Preocupada com a ausên-cia de falha, é como se se olvidasse da paixão da arte da dança, e todos os seus movimentos fossem perfeitos, mas mecânicos. O grau de ansiedade é tão elevado que o seu cérebro começa a pregar-lhe algumas partidas e os seus pensamentos são diversas vezes projetados para o exterior. Nós decidimos dar uma forma física a essas projeções para dar especial ênfase ao poder que as nossas construções mentais têm sobre a nossa vida. Muitas das vezes aquilo que pensamos torna-se, efetivamente, naquilo em que acreditamos, e condiciona totalmente a nossa forma de viver. Consequentemente acreditamos que este projeto tem uma forte valência psicológica, e mostra o poder que a esfera mental tem na saúde das pessoas.

Escolhemos esta “jovem” porque achamos que esta sua realidade é também a realidade com que muitos jovens são confrontados atualmente. Os jovens lidam com uma pressão constante de uma perfeição ilusória e hipotética. E quanto mais lutamos contra elas, com todas as nossas forças, mais parece que elas se unem a nós e contra nós, numa força invencível. A verdade é que todos estes processos fazem parte de nós. Mas apenas como um adereço. Apenas como uma ilusão e uma projeção, daquilo que achamos que devemos ser. O lugar perfeito é construído por nós, pelo melhor que conseguimos dar de nós, por nós e para nós. Por isso é que, no final, simbolizamos o AFOGAMENTO do autocriticismo, da insegurança, do sufoco, quando Alma foge para a praia e se deixa afundar. 
Esta história pretende mostrar a todos os jovens o seu valor, independentemente de tudo o resto e de todos as “vozes” cruéis com que se confrontam no dia-a-dia. O nosso inconsciente consegue ser a mais cruel de todas, mas há muitas ou- tras. Mas essas inseguranças podem ser superadas. Porque somos todos perfeitos à nossa maneira.
Nem todos vivemos no nosso lugar perfeito. Mas certamente todos sonhamos e lutamos por ele. Da melhor forma que podemos. Para a realização deste projeto esperamos contar com a colaboração deprofissionais do ramo do bailado e damúsica clássicas, sem nunca, obviamente, descurar as aptidões de representação dos nossos atores. Pretendemos construir as nossas peças musicais de piano (a própria banda sonora do projeto) e ascoreografias de bailado, para que o projeto possa abranger também esses ramos artísticos, uma vez que, a nosso ver, a arte é uma teia que interliga vários saberes que se conjugam num objetivo comum: enriquecer quem com ela convive.

Sobre o promotor

Ana Carolina Freitas Pascoal: Psicóloga na Figueira da Foz, ligada à sétima arte através da escrita de argumentos (filme "Viriato" de Luís Albuquerque) e participações em filmes (filme "Para além da Memória"). Ligada igualmente à escrita, tendo publicado um romance "Para Sempre não é muito tempo" e estando prestes a lançar uma coleção de livros infantis. Ana Carolina, em conjunto com Adriana Mendes, são responsáveis pela escrita do argumento da curta-metragem, bem como a sua direção e realização. 

 

Orçamento e Calendarização

A calendarização deste projeto foi a seguinte: 

  • No dia 25 de outubro de 2018, entre as 21h00 e as 24h00 foram gravadas as cenas 5 e 6 com as personagens Alma e Pai em dois cenários diferentes (Casa individual/wc de casal individual)
  • No dia 09 de fevereiro de 2019 entre as 09h00 e 13h00 e entre as 14h00 e as 16h00 foram gravadas as cenas 1, 2, 4, 7, 8 (período da manhã) e 9 (período da tarde) com as personagens Alma, Pai, Pedro, Maria, Professora de Ballet e Figurante em dois cenários diferentes (Associação Figueirense e Espelho de água Figueirense - Exterior)
  • No dia 10 de fevereiro de 2019 entre as 18h00 e as 19h00 foi gravada a cena 22 com as personagens Alma e Pai num cenário (casa individual)
  • No dia 14 de fevereiro de 2019 entre as 09h00 e as 12h00 foi gravada a cena 9 com as personagens Alma e Pedro no cenário exterior do Espelho de Água da Figueira da Foz.
  • No dia 03 de março de 2019 entre as 14h00 e as 18h00 foram gravadas as cenas 3, 20, 21, 10, 11 e 12, com as personagens Alma, Pedro, Maria e figurantes em quatro cenários (casa privada, Escola Secundário EB 2/3 Dr. Joaquim de Carvalho, Praia, Estação dos Comboios da Figueira da Foz).
  • No dia 06 de abril de 2019 entre as 09h00 e as 13h00 foram gravadas as cenas 13, 14, 15, 16, 17 e 19 com as personagens Alma, Pai, Maria, Pedro e figurantes (bailarinas + juris) em 2 cenários diferentes (Praia e Teatro da Trindade em Buarcos, Figueira da Foz).
  • No dia 20 de junho de 2019 entre as 15h00 e as 17h00 foram gravadas as cenas 18, 11 e 12 com as personagens Alma e pai em dois cenários diferentes (casa privada e praia).
  • Junho de 2019 - março de 2020 - Fase de montagem e edição do Projeto.

Procuramos com tudo isto obter um financiamento de, pelo menos, 2000 euros, para justificar o seguinte mapa de orçamento:

  • Gastos com atores: 
    • Alma (interpretada por Bia Laschi), gravou um total de 23 horas, a receber 15 euros/hora, perfazendo assim um gasto total de 345,00 euros;
    • Pedro (interpretado por Pedro Martins), gravou um total de 17 horas, a receber 8,5 euros/hora, perfazendo assim um gasto total de 144,50 euros;
    • Maria (interpretada por Francisca Freire), gravou um total de 14 horas, a receber 8,5 euros/hora, perfazendo assim um gasto total de 119,00 euros.
  • Gastos com Equipa técnica: No global, para toda a equipa que nos acompanhou e ajudou neste projeto foi necessário um gasto total de cerca de 850,00 euros. O projeto foi criado totalmente de raíz e como tal implicou a criação de uma banda sonora (Luís de Sousa, Adriana Mendes, Carolina Pascoal, Alexandra Curado e Maria Callapez) que tem gastos temporais e económicos. Foi também necessária a intervenção de uma profissional de maquilhagem artistica (Gabriela Amado). Claro que foram necessários outros profissionais extremamente importantes e qualificados para a parte da imagem e som (Adriana Mendes, Catarina Ramos, Gabriel Góis e Rafael Saraiva) que nos exigiram um investimento monetário mais elevado. 
  • Adereços/Materiais: Foram necessários cerca de 250,00 euros para conseguir comprar alguns acessórios tais como espelho, vestuário de dança, maquilhagem artistica, pilhas para equipamento de som, disco externo, cartões de memória, etc.
  • Como em quase todos os projetos cinematográficos acontecem sempre alguns imprevistos, nós também os tivemos, nomeadamente com atrasos e adiamentos de gravações por condicionantes climatéricas, repetições de cenas e outro tipo de gastos relacionados com a logística do projeto. Foram gastos cerca de 100,00 euros com estes imprevistos.

Dom, 31/05/2020 - 01:21

Ter, 07/04/2020 - 00:16

Primeiros cinco apoiantes

Reunimos os primeiros cinco apoiantes. Força!

Lançamento da campanha

16/03/2020

35 membros da comunidade PPL
apoiam esta campanha

  • 30
    novos apoiantes

  • 5
    apoiantes recorrentes

  • 9
    apoiantes anónimos

Conhece quem está a tornar este sonho realidade