Adopte uma Avó
PPL Causas

Adopte uma Avó

Nove Avós não querem deixar de participar nas actividades da iniciativa A Avó veio trabalhar. Todas desejam ser adoptadas por um novo neto ou neta para bem envelhecer.

Nove Avós não querem deixar de participar nas actividades da iniciativa A Avó veio trabalhar. Todas desejam ser adoptadas por um novo neto ou neta para bem envelhecer.

São Avós, sonhadoras e arregaçaram mangas para encontrar o seu bem estar. Agora precisam da sua ajuda.

A Isabel, a Rosa, a Clara, a Alice, a Gracinda, a Teresa, a Júlia, a Fátima e a Luísa são 9 das mais de 70 Avós da iniciativa A Avó veio trabalhar. Procuraram o projecto em tempos diferentes, mas com o mesmo propósito - a vontade para se sentirem valorizadas. 

A Isabel, uma das mais modernas do grupo, não dispensa andar de bicicleta, dar um pezinho de dança e de posar para as câmaras. 

A Rosa é a caçula do grupo. Tímida e de poucas falas, agarra-se ao crochê como ninguém e lá pelo meio vai soltando umas gargalhadas.

A Clara não abre mão da sua independência e costura de olhos fechados. Curiosa por natureza, quer aprender tudo e fazer um pouco de tudo.

A Alice nasceu para ser diva. Em pequena sonhava ser bailarina do Teatro Nacional de São Carlos. No projecto A Avó veio trabalhar encontrou o palco que procura há anos.

A Gracinda é a “Maria faz tudo”. Adora ensinar o que sabe e quase que não dorme por tanto bordar, crochetar ou tricotar.

A Teresa é a lufada de ar fresco do grupo e o exemplo vivo de que aos 77 anos não é tarde para namorar. 

A Júlia é a perfeição em pessoa. O que faz, faz bem e adora partilhar com as Avós dicas deste saber fazer.

A Fátima é a mais pequena de todas e faz arraiolos como ninguém. Sempre que pode foge para a terra para recarregar energias.

A Luísa reformou-se com vontade para continuar a trabalhar. Foi no projecto que encontrou a possibilidade de o continuar a fazer.

As Avós e a MO

Já ensinaram, deram a cara por campanhas publicitárias, bordaram lenços dos namorados e até experimentaram tufting. Desejam continuar a ser produtivas, a ter acesso a experiências transformadoras e a sonhar. Para isso, nasceu a campanha de crowdfunding “Adopte uma Avó. Adopte para empoderar”, uma tentativa de possibilitar que as 9 Avós frequentem por mais 1 ano as actividades do projecto.

O modelo é simples: quem quiser contribuir só tem de escolher um dos patamares de recompensa e demonstrar, assim, todo o seu amor pela Avó. Quem quiser, é claro, pode sempre optar pelo donativo livre.

Ir às compras com a Avó também é sempre uma forma de apoiar o projeto! Dos flocos de neve de Natal, passando pelas tapetes entrançados, pelas almofadas serigrafadas ou pelos kits de bordado sobre fotografia, este projecto 100% nacional já deu muitas provas de criatividade e está tudo na loja online - www.fermenta.org

Sobre o promotor

Em 2014, a iniciativa começou por juntar duas dezenas de avós. Unidas pelo jeito para técnicas manuais, entre elas o tricot, o croché e o bordado, nasceu A Avó Veio Trabalhar, negócio social alavancado por Susana António, designer, e Ângelo Campota, psicólogo. O design foi a principal ferramenta para proporcionar um envelhecimento activo numa faixa etária acima dos 60 e, ao mesmo tempo, pôr fim à solidão a que muitas destas pessoas estavam votadas.

As luvas bordadas e as almofadas serigrafadas foram as primeiras peças a serem comercializadas. Mas a Avó começou depressa a sair do sofá onde se dedicava aos seus lavores. Desfilou em pleno Chiado, viajou pelo país a dar workshops, divertiu-se em festivais de verão, posou em fato de banho, grafitou murais, preparou biscoitos sugestivos e ensinou os seus netinhos a fazer compras no Jumbo online. Termina o ano de 2015 com o prémio “Melhor ideia do ano”, atribuído pela Time Out. 

Enquanto projecto assente na inclusão, sempre pagou na mesma moeda: em 2016, participou pela primeira vez no Arraial Lisboa Pride e levou um batalhão de avós para a rua, vestido de todas as cores. O carisma e a simpatia tem sido proporcional à qualidade desta mão-de-obra. O talento da Avó já foi requisitado pelo Festival de Cinema de Cannes, pela artista brasileira Mana Bernardes, pelo realizador Jan Beddegenoodts ou pela cantora Mallu Magalhães. Também deu provas da sua mestria a marcas como Benetton, Delta Q, Benamôr, Nestlé, FREENOW, MILKA, MO, BÉHEN ou Centrum.

A partir de Lisboa, a Avó galgou fronteiras. Recebeu um prémio na Bienal Ibericoamericana de Diseño, em Madrid, marcou presença na Design Week de Budapest e foi a artista sensação da Duch Design Week.

O ano de 2022 traz água no bico e a Avó não descansará enquanto não fizer a sua mala de viagem, porque Ghent, na Bélgica, está a chamar por ela. Aproxima-se mais uma Design Week. 

O futuro destas Avós está agora nas mãos de várias gerações de netos. É nas mãos deles que está a felicidade de todas as Avós.

Orçamento e Calendarização

Valor = 7560€

O valor da campanha permitirá a 9 Avós continuar a trabalhar, a participar em todas as actividades da iniciativa, a tirar partido de experiências transformadoras e a arrasar.

Valor Avó / anual = 840€

Valor Avó / mensal = 70€

Valor Avó / semanal = 35€

Valor Avó / dia = 3,19€

Tempo da campanha  = 60 dias

Sex, 21/01/2022 - 06:07

Qua, 22/12/2021 - 10:46

Já somos 20

Já chegámos aos primeiros 20 apoiantes. Vamos continuar!

Sex, 17/12/2021 - 08:08

Primeiros cinco apoiantes

Reunimos os primeiros cinco apoiantes. Força!

Lançamento da campanha

16/12/2021

82 membros da comunidade PPL
apoiam esta campanha

  • 50
    novos apoiantes

  • 32
    apoiantes recorrentes

  • 24
    apoiantes anónimos

Conhece quem está a tornar este sonho realidade